FAQPortalBuscarInícioRegrasRegistrar-seLogin
Votação
Qual o melhor cd do Guns N' Roses?
 Appetite For Destruction
 Lies
 Use Your Illusion I
 Use Your Illusion II
 The Spaghetti Incident?
 Chinese Democracy
Exibir resultados
Shows em Áudio
: Wild Roses : Notícias
Duff Mckagan: pare de reclamar sobre o SOPA
Sexta-Feira, 20 de Janeiro de 2012


Por Duff McKagan para o Seattle Weekly de 19/01. Traduzido por Nacho Belgrande. Sentado na mesma cadeira de sempre, assistindo às notícias da manhã na CNN nessa quarta-feira, eu, como todo outro estadunidense ligado a qualquer tipo de mídia, fui inundado com opiniões sobre a legislação antipirataria conhecida como PIPA e SOPA. Tais legislações são para combater o roubo de trabalhos criativos como filmes e música por meio de sites no exterior. Mas quando eu me voltei pro Twitter e pro Facebook, eu vi uma avalanche de oposição contras as propostas de lei. Com licença, mas onde vocês estavam quando a pirataria começou a dizimar a indústria musical? Por que vocês não se manifestaram contra isso? Aqueles discos de graça eram bons, NÉ? A fúria da classe profissional da internet é baseada no argumento que a abrangência de tais leis será ruim para os iniciantes, pode impedir o próximo YouTube, ou dar ao governo a habilidade de tirar do ar um site inteiro por causa de um link para trabalhos com registro autoral. Resumindo, eles são contra a lei porque acham que será ruim para os negócios relacionados à internet. Ruim pros negócios. A legislação antipirataria poderia ser ruim pros negócios da Internet. Isso quase me deixa sem fôlego. A pirataria pela internet já matou metade dos negócios relacionados à música, e fez o prospecto de viver de música mais difícil para artistas de todo tipo. Por que o Google, o Facebook ou o Wikipedia nunca se solidarizaram com músicos, atores e escritores – a maioria dos quais nunca conheceu fama e fortuna – enquanto os trabalhos deles eram roubados sem dificuldade alguma em seus sites? Onde estão os ‘fãs’, os amantes da música? Por que eles nunca fizeram um levante em nome dos homens e mulheres à frente e por trás dos microfones? Sim, sim, isso tudo é muito chato, não? É típico que o ‘roqueiro ricão’ fique esbravejando do palácio dele. Mas permitam-me que eu lhes diga algo, os peões que trabalhavam em estúdios e lojas de discos que tiveram que fechar graças à crescente pirataria nunca foram ricos, mas estão sem emprego. As pessoas estão mesmo putas porque a Wikipedia vai sair do ar por um dia? Porque as pessoas sentem que seus direitos assegurados pela primeira emenda da constituição estão sendo ameaçados mesmo? Ou é porque elas estão com medo de perder acesso livre a Deadwood e ao Black Keys? Ou elas estão preocupadas que o próximo YouTube não conseguirá se estabelecer devido ao caro investimento em material registrado que os usuários carregam de graça enquanto investidores e iniciantes afirmaram que não poderiam ser responsabilizados por ações dos usuários? O Wikipedia tem milhares de voluntários e se gaba de que as informações contidas no site são precisas. Por que eles não podem regular violações a direitos autorais mais rigorosamente também? Muita encheção de saco? O governo deveria poder fechar o Facebook porque um usuário posta links para conteúdo registrado? Claro que não. Mas deveriam o Facebook e o Google fazerem um serviço melhor ao monitorar – e pararem de lucrar – o acesso de seus usuários a conteúdo ilegal? Com certeza. E quer saber, eles são espertos o bastante pra dar um jeito. Quando os assuntos são as indústrias que lidam com criatividade, não estamos falando hipoteticamente. Estúdios de gravação ao redor do mundo tiveram que fechar. Assim como lojas de discos. Estúdios cinematográficos sofreram. Muitos, muitos empregos foram perdidos. A subsistência de muitos foi afetada. As pessoas que fazem ou faziam dinheiro de vendas de discos não são ‘ o bandido’, quem pirateia e o rouba, sim. Então, cadê o grito do povo? Como um músico praticante que viu essa indústria virar de pernas pro ar, e ver como a pirataria afetou todo artista desde os figurões do topo das paradas até os iniciantes independentes, essa reviravolta da PIPA é um tapa na cara. Se, como se diz, as massas provenientes das mídias sociais conseguiram derrubar o regime de um ditador egípcio, elas podem certamente reverter a situação da pirataria pela internet. Fonte: Whiplash


Por:
Wild Roses
Comente a notícia


Guns N' Roses: Axl se manifesta sobre "AxlGate"
Sábado 05 de Fevereiro de 2011



Axl Rose, vocalista e líder do GUNS N'ROSES, resolveu se manifestar pelo Twitter, a respeito dos últimos rumores acerca de sua banda:

"Contrariamente às afirmações de alguém, não existem planos concretos para uma tour, para um relançamento ou sobre patrocinadores (e certamente não há planos para substituir ninguém da banda). Há apenas uma coleção de idéias aleatórias jogadas fora sem qualquer fundamento real ou negociações com prévios envolvimentos. E para registrar, Doc McGhee não está envolvido comigo ou com o GUNS N'ROSES".

Logo após postar isso, Axl escreveu: "E antes que isso seja distorcido, "prévios envolvimentos" não tem nada a ver com o velho GUNS N'ROSES".


Fonte:Twitter Oficial do Axl Rose
Para comentar clique Aqui



Duff McKagan's Loaded - The Taking (Novo album)
Sexta-Feira 04 de Fevereiro de 2011


Duff McKagan's Loaded - a banda liderada pelo baixista do Velvet Revolver e ex-baixista do Guns N' Roses - lançará seu novo álbum, The Taking, pela gravadora Eagle Rock Entertainment. O cd foi gravado em Seattle, com o produtor veterano Terry Date (Soundgarden, Pantera, Deftones). Duas faixas de "The Taking", já estão sendo tocadas nos Estados Unidos. A canção "We Win" foi tocada nos jogos da World Series de futebol americano, do time Seattle Seahawks. "Fight On" foi escrita inspirada nos militares veteranos.

A lista de canções de The Taking:

01. Lords Of Abaddon
02. Executioner's Song
03. Dead Skin
04. We Win
05. Easier Lying
06. She's An Anchor
07. Wrecking Ball
08. King Of The World
09. Cocaine
10. Your Name
11. Follow Me To Hell

Lembrando que a banda saiu da gravadora Cenury Media Records, que lançou um EP e um CD da banda, o guitarrista da banda, Mike Squires disse que "muitas coisas aconteceram com a gravadora. Nós sentimos que fizemos um grande álbum, e nós tínhamos um ótimo relacionamento com eles. No fim, aconteceu que não deu certo. Nós pensamos que Sick (CD da banda lançado em 2009) poderia ter ido muito bem, mas não teve oportunidades suficientes. Com o lançamento de The Taking, acho que as pessoas vão voltar um pouco e dar uma olhada no Sick."

A Eagle Rock Entertainment vai relançar o CD de 2009, Sick, em Maio. Esse relançamento especial do cd vai conter também um DVD bônus, com 11 músicas, ao vivo em Glasgow, filmado em Dezembro de 2008.

Fonte: Blabbermouth.net
Para os singles do novo cd de Duff Mckagan's Loaded clique aqui



Fã vai ser indenizada por atraso da banda
Sexta-Feira 04 de Fevereiro de 2011


A Justiça do Rio Grande do Sul confirmou a decisão de condenar a empresa T4F Entretenimento S/A a ressarcir uma fã que se queixou da mudança de local e do atraso de cinco horas na realização do show da banda Guns N' Roses em Porto Alegre.

A fã, que entrou com uma ação indenizatória, deve ter o valor dos ingressos (R$ 1.344) devolvido.

Moradora de Caxias do Sul, ela disse que teve de se deslocar até Porto Alegre para ver o show e, como tinha compromissos profissionais no dia seguinte, perdeu parte da apresentação.

A organizadora alegou que o atraso ocorreu porque parte dos equipamentos da banda foram danificados por uma forte chuva no Rio de Janeiro, onde a banda se apresentaria dois dias antes.

A fã já havia ganho a causa na primeira instância, mas a empresa recorreu da decisão.

Os integrantes da 3ª Turma Recursal Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, no entanto, consideraram que a sentença deveria ser mantida.

Um recurso impetrado pela fã exigindo o pagamento de indenização por danos morais não foi aceito pelo juiz.

Fonte: Folha



Slash: "Eu faria de tudo para conversar a respeito"
Sexta-Feira 04 de Fevereiro de 2011


O guitarrista Slash disse em entrevista ao "Los Angeles Daily" que, caso o vocalista do Guns N' Roses, Axl Rose, pedisse desculpas, ele consideraria voltar para a banda.

"Se ele me ligasse, eu ficaria surpreso. Se isso acontecesse de verdade, eu teria que lavar alguma roupa suja também, mas não vejo isso acontecendo. Se acontecesse, eu faria de tudo para conversar a respeito [do retorno]", disse Slash.

O guitarrista deixou o Guns N' Roses em 1996 e, desde então, não fala com Axl. No ano passado, Slash lançou um disco solo, com o qual virá fazer shows no Brasil em abril.

O relacionamento entre Axl e Slash ficou especialmente tenso entre 1994 e 1996, durante o hiato da banda. Eles chegaram a trocar farpas em entrevistas e, após o lançamento de um cover de "Sympathy for the Devil", dos Rolling Stones, que tinha o guitarrista solo Paul Huge, de quem Slash não gostava, o guitarrista pediu demissão.

Os outros membros originais da banda também saíram em seguida. O baterista Matt Sorum foi demitido em abril de 1997, e o baixista Duff McKagan se demitiu em agosto daquele ano.

Fonte: Folha




Guns N' Roses: a "revelação" feita sobre a banda
Sexta-Feira 04 de Fevereiro de 2011


Há alguns dias, os fãs do GUNS N' ROSES ficaram aflitos sobre a revelação que Mister Saint Laurent tinha sobre o grupo:

Guns N' Roses: o 'Wikileaks' de Axl Rose

Como a banda não se pronunciou no dia 1° de fevereiro, a revelação chegou ao ar. Confira a declaração de Mister Saint Laurent: Site do MSL

"No dia 16 de dezembro, o GUNS N' ROSES subiu ao palco de Abu Dhabi para terminar a mais recente excursão da turnê que nunca acaba: a Chinese Democracy World Tour. Um dia antes, o empresário Doc McGhee foi informado por membros da banda que o baixista Tommy Stinson não queria subir aos palcos.

E agora, no dia 2 de fevereiro, esses mesmos membros se encontram desinformados, sem pagamento e procurando pela mesma resposta que os próprios fãs da banda. Doc McGhee é apenas o mais recente da fila de empresários que estão aprendendo que, não importa o que você planejou, Axl Rose pode tirar a bola de suas mãos e ir para casa. Enquanto que McGhee se recusou a comentar sobre o assunto, documentos recebidos do site mistersaintlaurent.com revelam um plano meticuloso para inserir novamente 'Chinese Democracy' no mercado estaduniense ao fim do ano...

Fonte: Whiplash
Para continuar lendo essa notícia clique aqui.
Para comentar essa notícia clique aqui



Mais notícias:
Guns N' Roses: criticado por Glee após recusar participação.

Guns N' Roses: Sempre me avisam em cima da hora diz Ron.